Saldos proibidos entre o Natal e 09 de janeiro

Saldos proibidos entre o Natal e 09 de janeiro
Foto: Global Imagens

 

Os saldos nas lojas, muito comuns depois do Natal, estão proibidos entre 25 de dezembro e 09 de janeiro. Esta medida faz parte do plano do Governo para conter a disseminação da pandemia.

“Entre os dias 25 de dezembro de 2021 e 09 de janeiro de 2022 são proibidas, em estabelecimento, práticas comerciais com redução de preço”, pode ler-se no comunicado do Governo, depois da reunião do Conselho de Ministros de ontem.

Além da proibição das promoções nas lojas, e no que diz respeito à proteção do consumidor, o prazo de devoluções e trocas de produtos vai ser alargado. “O prazo para o exercício de direitos atribuídos ao consumidor, que termine entre os dias 26 de dezembro e 09 de janeiro, ou nos dez dias posteriores àquele período, é prorrogado até 31 de janeiro de 2022”.

A partir de 25 de dezembro, todos os espaços comerciais passam a ter o limite máximo de uma pessoa por cinco metros quadrados para evitar ajuntamentos.

O primeiro-ministro anunciou, esta terça-feira, que o período de contenção previsto para de 02 a 09 de janeiro vai ser antecipado para o dia 25 de dezembro. Os bares, as discotecas, as creches e o ATL encerram depois do Natal e o teletrabalho passa a ser obrigatório novamente. O teste negativo vai passar a ser o cartão de entrada necessário para quase tudo.

Portugal está em contenção até, pelo menos, 09 janeiro, numa tentativa do Governo de controlar a disseminação da variante ómicron, que se tem revelado muito mais transmissível que todas as outras e será dominante no país até ao final do ano.

Partilhar:
Subscreva a nossa Newsletter