Pobreza: um em cada quatro idosos não tem dinheiro para aquecer a casa

foto de arquivo

Entre os que são pobres, 43% vivem em casas sem aquecimento suficiente. Relatório “Balanço social 2021” da Nova SBE analisa também os efeitos da pandemia em 2020 e alerta para a perda de emprego, sobretudo de trabalhadores que tinham contratos a prazo. Muitos deles são jovens.

 

Em 2020, um em cada quatro idosos (24%) não tinha dinheiro para pagar aquecimento em casa. Entre os que vivem abaixo da linha de pobreza, mais de 43% não têm como manter a casa aquecida e 9% não conseguem comer uma refeição com carne ou peixe de dois em dois dias, segundo o relatório “Portugal, Balanço Social 2021”, divulgado esta terça-feira e que resulta de uma parceria da Nova SBE e a Fundação “la Caixa”.

“Estes números podem ainda não refletir o efeito da pandemia porque esta informação sobre privação material, que vem no inquérito do Instituto Nacional de Estatística (INE), foi recolhida nos primeiros meses de 2020.

Os 43% que não conseguem manter a casa aquecida são já quase metade das pessoas pobres e não se espera que essa realidade tenha melhorado com os efeitos da pandemia”, frisa Bruno Carvalho, coautor do relatório, elaborado também por Susana Peralta e Mariana Esteves, do centro de conhecimento Nova SBE Economics for Policy.

Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter