Época balnear deste ano com 14 mortos e 663 salvamentos

Época balnear deste ano com 14 mortos e 663 salvamentos
Imagem Autoridade Marítima Nacional

As autoridades registaram na época balnear deste ano 663 salvamentos e 2.518 ações de primeiros socorros nas praias portuguesas, ano em que ocorreram 14 mortes, menos uma do que em 2020, anunciou hoje a Autoridade Marítima Nacional.

De acordo com Rui Santos Pereira, comandante do Instituto de Socorros a Náufragos, “há a lamentar 14 acidentes mortais, dos quais oito em praias vigiadas, sendo na sua maioria por doença súbita (sete) e uma por afogamento fora da época balnear, às oito da manhã”.

Segundo Santos Pereira, registou-se também uma morte por doença súbita numa praia não vigiada, duas mortes por afogamento em praias marítimas, fora da época balnear, e três em zonas marítimas (praias fluviais): duas por doença súbita e uma por afogamento.

A época balnear de 2021 decorreu entre 15 de maio e 31 de outubro, embora não tenha sido igual em todas as praias.

Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter