Domínio repartido deu empate num bom jogo entre Leixões e Rio Ave

Foto: facebook Leixões

O Leixões empatou ontem, em casa, com o Rio Ave (2-2) num bom jogo da 21.ª jornada da II Liga portuguesa de futebol, em que as equipas repartiram também o domínio.

O Leixões conseguiu uma exibição personalizada na primeira parte, marcou dois golos de contra-ataque, um por Pastor, aos 31 minutos, e outro por Oliveira, aos 45+2, e o Rio Ave respondeu bem no segundo tempo com golos de Aziz (67) e Ronan (83).

Este resultado permite aos matosinhenses subir do 12.º para o 10.º posto, com 26 pontos, ao passo que os visitantes, que têm menos um jogo, mantiveram o terceiro lugar, com 38 pontos.

O Leixões foi muito superior ao Rio Ave até ao intervalo, impediu-o de criar perigo, explorou bem as suas fraquezas defensivas e teve arte para marcar dois golos, ambos de contra-ataque pelo lado direito.

Havia cinco minutos quando se gritou golo, mas Oliveira encontrava-se fora de jogo. O Leixões tomou então conta do jogo, conseguiu o primeiro canto e aos 31 minutos fez o 1-0, por Pastor, que correu pelo lado direito sem qualquer oposição e, ainda fora da área, rematou forte e bateu Jhonatan.

O grande golo de Pastor injetou confiança no Leixões e Seck, no corredor oposto, quase imitou o seu companheiro aos 36 minutos, mas o remate de longe foi à rede lateral da baliza do Rio Ave.

Insatisfeito com o que via, o técnico do Rio Ave substituiu os laterais Alhassane e Sávio por Costinha e Pedro Amaral logo aos 41 minutos. Porém, foi novamente pelo flanco direito que o Leixões chegou ao 2-0, com Kiki a cruzar e Oliveira a finalizar.

A vantagem leixonense justificava-se ao intervalo, mas tudo iria mudar daí para a frente, porque o Rio Ave regressou com mais duas alterações, tendo João Graça e Aziz substituído Amine e Ukra, e com outra atitude virou o jogo a seu favor.

O Rio Ave ganhou nas substituições, que acrescentaram soluções que a equipa não tinha tido até aí, ao passo que o Leixões foi menos feliz com as suas alterações e perdeu a intensidade que tinha revelado no primeiro tempo.

Aziz ameaçou marcar aos 49 minutos, tendo Stefanovic defendido para canto, e depois, aos 67, Wendel e Seck facilitaram e o adversário lançou um ataque rápido, que Aziz aproveitou para reduzir para 2-1.

O empate também foi conseguido por um suplente, Ronan, que deu seguimento, de cabeça, a um cruzamento de Gabrielzinho numa fase em que o Rio Ave dominava e ameaçava marcar e o Leixões estava em dificuldades para conter o opositor.

Restavam ainda dez minutos e o Leixões conseguiu reagir e quase marcar novamente, primeiro por Seck, aos 88 minutos, e principalmente por Oliveira, que já nos descontos falhou uma oportunidade clara de dar a vitória ao Leixões.

 

(Lusa)
Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter