Carla Silva do BE diz que “PS cristalizou Matosinhos” e promete mais “justiça social” – entrevista com Podcast

Carla Silva

 

 

Carla Silva apresenta-se às autárquicas sob o lema “a coragem para mudar” e tentar derrubar uma “máquina do Partido Socialista há 46 anos no poder” e que tem “cristalizado” Matosinhos.
Com 49 anos, esta matosinhense por adoção, professora na Escola Secundária Alexandre Herculano, no Porto, vai tentar tirar dividendos na candidatura à Câmara do trabalho que tem prosseguido como deputada na Assembleia Municipal de Matosinhos ao longo do atual mandato.
Desde muito jovem, Carla Silva esteve ligada a movimentos associativos, recreativos e culturais, incluindo a Federação das Associações Juvenis do Distrito do Porto. Colaborou com a programação cultural da “Porto 2001, Capital Europeia da Cultura”. Ingressou na política em 2017, como deputada à Assembleia Municipal de Matosinhos. Nestes quatro anos, avaliou e marcou território.
Com os mandatos que o BE teve, quer na Assembleia Municipal quer nas Assembleias de Freguesia, “conseguimos concretizar algumas medidas significativas” que vão ao encontro dos interesses dos nossos concidadãos, como foi o caso da implementação da Tarifa Social da Água, da abolição de Herbicidas com Glifosato, além da proposta que apresentamos para a existência de um Plano Específico para a Gestão da Água no rio Leça.
Carla Silva pretende, agora, ter ainda mais voz e mais força para poder responder de forma mais eficaz aos problemas que os munícipes apresentam, refere a candidata do Bloco às eleições de 26 de setembro.
A bandeira dos bloquistas é a da “defesa da justiça social”, englobando neste slogan, o direito à habitação, à saúde, ao transporte e à qualidade de vida ambiental. Carla Silva advoga um município que proteja os seus habitantes e que acautele, acima de tudo, os seus “direitos inalienáveis” como cidadãos.
A candidata defende a existência de investimento em Matosinhos que preveja a criação de emprego, com direitos, e que dinamize a economia local, “o nosso comércio local e a nossa restauração”, sublinha Carla Silva, que lamenta o encerramento da refinaria da Galp.
“Foi uma decisão irresponsável e desumana” que lesou centenas de trabalhadores e suas famílias. Esta candidata quer manter naquele local uma “atividade económica e industrial que assegure já a necessária transição energética de combate às alterações climáticas”.
Para a candidata do BE, torna-se necessário olhar com mais atenção para a expansão do Turismo no concelho e aproveitar melhor os milhares de turistas que chegam ao terminal de cruzeiros de Matosinhos, para a habitação social e rendas sociais, para a Cultura, a mobilidade suave e melhores transportes públicos.
Defende políticas de apoio a crianças e idosos, com mais espaços verdes bem cuidados (e não como o Raf Park) e aponta um problema que se está a assistir, a “chamada municipalização da Educação”, com falta de recursos financeiros e com “uma falta de democracia cada vez maior em termos de conselhos gerais, que, no fundo, são controlados pelos executivos municipais”.
Como legado a Matosinhos, Carla Silva gostaria de deixar “a nossa preocupação genuína com as pessoas, não olhando a ricos ou a pobres, tendo a esperança de trazer melhor qualidade de vida a quem cá habita e permitir que a justiça social faça com que as pessoas da terra possam usufruir do seu território, que tem condições para ser dos melhores a nível nacional e que só ainda não o é, devido à cristalização do PS no poder”.
A equipa é vasta e de profissões diferenciadas, refere Carla Silva.
Para a Assembleia Municipal a cabeça de lista é Sílvia Carreira, artista plástica e deputada na Assembleia de Freguesia de Matosinhos/Leça da Palmeira.

 

Para as Assembleias de Freguesia são candidatos do BE:
– Assembleia da União de Freguesias de Matosinhos/Leça – António Marinho, reformado, ex-pescador e dirigente sindical dos pescadores;
– Assembleia da União de Freguesias de S. Mamede / Senhora da Hora – Jorge Albuquerque, estudante de mestrado e dirigente associativo;
– Assembleia da União de Freguesias de Custoias, Leça Balio e Guifões – Fernando Castro, Despachante Oficial e formador na área da Comunicação e Marketing;
– Assembleia da União de Freguesias de Lavra, Perafita e Santa Cruz – Elsa Moreira, funcionária administrativa.

 

Entrevista na íntegra (áudio):

 

Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter