Autárquicas 2021: apresentaram-se 9 candidatos à Câmara de Matosinhos. Saiba quem são.

(Foto de cm-matosinhos.pt)
Na segunda-feira, dia 2, fechou o prazo de entrega de listas candidatas no Tribunal de Matosinhos. Deram entrada na instituição 9 listas de candidatos às eleições Autárquicas aos diversos órgãos concelhios de Matosinhos.
À presidência da Câmara Municipal candidatam-se nove pessoas, apoiadas por cinco partidos (BE, PS, PAN, IL e CHEGA), ainda duas coligações (PSD/CDS e a CDU – coligação PCP/PEV), sendo que duas das candidaturas são independentes (António Parada SIM + Matosinhos Independente).
Os cabeças de lista na corrida à Câmara de Matosinhos (de acordo com a ordem no boletim de voto) são:
 
– pela CDU, candidata-se José Pedro Rodrigues.

Tem 43 anos, é natural de S. Mamede de Infesta e licenciado em Comunicação Social pela Universidade do Minho. Eleito em 2013 e em 2017 para a Câmara Municipal de Matosinhos. Atualmente tem a seu cargo os pelouros de Transportes, Mobilidade e Proteção Civil. Pandemia foi maior “desafio” da vida da sua vida, disse José Pedro Rodrigues em entrevista ao primeira Mão;

 

 

– pela coligação PSD/CDS – ‘Matosinhos O Futuro é Agora’ candidata-se Bruno Pereira

Tem 36 anos, é natural de Matosinhos, onde exerce a profissão de advogado. Encabeça a lista à Câmara, pela coligação PSD/CDS, porque “Matosinhos é a minha terra”. Não poderia “voltar costas” à terra que o viu nascer, principalmente nestes tempos difíceis de pandemia, e também porque o concelho precisa de se projetar para o futuro, por estar “estagnado” após “46 anos de Partido Socialista”, como sublinhou em entrevista ao Primeira Mão;

 

 

– pelo movimento António Parada SIM, o cabeça de lista é António Parada.

Tem 54 anos, é natural de Matosinhos, cidade de onde já foi presidente de Junta. É licenciado em Relações Internacionais e desempenhou a função de adjunto do secretário de Estado das 
Pescas. É pai de dois filhos. Há oito anos, conquistou três lugares na vereação e há quatro anos conseguiu dois. É vereador sem pelouro na autarquia de Matosinhos;

 

 

– pelo BE – Bloco de Esquerda, a cabeça de lista é Carla Silva.

Com 49 anos, esta matosinhense por adoção, professora na Escola Secundária Alexandre Herculano, no Porto, vai tentar tirar dividendos na candidatura à Câmara do trabalho que tem prosseguido como deputada na Assembleia Municipal de Matosinhos ao longo do atual mandato;

 

 

 

– pelo PS – Partido Socialista, apresenta-se como recandidata Luísa Salgueiro.  

Tem 53 anos, é licenciada em Direito. Já foi deputada na Assembleia da República pelo PS, em três Legislaturas, e foi vereadora na Câmara de Matosinhos desde 1997 a 2009. 
É presidente da Câmara de Matosinhos desde 2017 e recandidata-se pelo PS a novo mandato nas próximas Autárquicas. Apontou na entrevista ao primeira Mão como prioridades para Matosinhos: Emprego, Habitação, Transição Energética e Mobilidade;
 

 

– pelo PAN – Pessoas Animais Natureza, o cabeça de lista é Nuno Pires

Tem 39 anos, é natural do Porto e desempenha a função de assistente parlamentar do PAN;

 

 

 

 

 

– pelo IL – Iniciativa Liberal, o candidato é Humberto Silva. 

Fundador do movimento Diz Não ao Paredão. É nadador salvador e trabalha na Proteção Civil de Matosinhos;

 

 

 

 

 

– pelo MI – Matosinhos Independente, apresenta-se Joaquim Jorge.
63 anos, biólogo e fundador do Clube dos Pensadores. Tal como disse na entrevista ao Primeira Mão, Joaquim Jorge está “cansado” da política partidária tradicional e decide “pôr em prática as minhas ideias”;

 

 

 

 

 

– pelo CHEGA, candidata-se Israel Pontes

Tem 44 anos, é empresário residente em Matosinhos. Na entrevista ao primeira Mão afirmou que gostaria de ser “o Rui Rio de Matosinhos”.

 

 

 

 

 

Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter