Autárquicas 2021: as eleições são no domingo. Conheça todos os candidatos de Matosinhos.

As eleições Autárquicas são no próximo domingo, dia 26 de setembro.

Em Portugal há 308 municípios, dos quais 278 no continente, 19 nos Açores e 11 na Madeira. Quanto a freguesias, são 3.092, com a seguinte distribuição: 2.882 no continente, 156 nos Açores e 54 na Madeira.

Nas eleições autárquicas de 26 de setembro estão em disputa um total de 2.064 mandatos nas câmaras municipais e de 6.448 lugares nas assembleias municipais.

As primeiras eleições autárquicas em democracia realizaram-se em dezembro de 1976.

Recordamos que, à Câmara Municipal de Matosinhos, existem 9 candidaturas:

 

– pela CDU, candidata-se José Pedro Rodrigues.

Tem 43 anos, é natural de S. Mamede de Infesta e licenciado em Comunicação Social pela Universidade do Minho. Eleito em 2013 e em 2017 para a Câmara Municipal de Matosinhos. Atualmente tem a seu cargo os pelouros de Transportes, Mobilidade e Proteção Civil. Pandemia foi maior “desafio” da vida da sua vida, disse José Pedro Rodrigues em entrevista ao primeira Mão;

 

– pela coligação PSD/CDS – ‘Matosinhos O Futuro é Agora’ candidata-se Bruno Pereira

Tem 36 anos, é natural de Matosinhos, onde exerce a profissão de advogado. Encabeça a lista à Câmara, pela coligação PSD/CDS, porque “Matosinhos é a minha terra”. Não poderia “voltar costas” à terra que o viu nascer, principalmente nestes tempos difíceis de pandemia, e também porque o concelho precisa de se projetar para o futuro, por estar “estagnado” após “46 anos de Partido Socialista”, como sublinhou em entrevista ao Primeira Mão;

 

– pelo movimento António Parada SIM, o cabeça de lista é António Parada.

Tem 54 anos, é natural de Matosinhos, cidade de onde já foi presidente de Junta. É licenciado em Relações Internacionais e desempenhou a função de adjunto do secretário de Estado das 

Pescas. É pai de dois filhos. Há oito anos, conquistou três lugares na vereação e há quatro anos conseguiu dois. É vereador sem pelouro na autarquia de Matosinhos;

 

– pelo BE – Bloco de Esquerda, a cabeça de lista é Carla Silva.

Com 49 anos, esta matosinhense por adoção, professora na Escola Secundária Alexandre Herculano, no Porto, vai tentar tirar dividendos na candidatura à Câmara do trabalho que tem prosseguido como deputada na Assembleia Municipal de Matosinhos ao longo do atual mandato;

 

– pelo PS – Partido Socialista, apresenta-se como recandidata Luísa Salgueiro.  

Tem 53 anos, é licenciada em Direito. Já foi deputada na Assembleia da República pelo PS, em três Legislaturas, e foi vereadora na Câmara de Matosinhos desde 1997 a 2009. 

É presidente da Câmara de Matosinhos desde 2017 e recandidata-se pelo PS a novo mandato nas próximas Autárquicas. Apontou na entrevista ao primeira Mão como prioridades para Matosinhos: Emprego, Habitação, Transição Energética e Mobilidade;

 

 – pelo PAN – Pessoas Animais Natureza, o cabeça de lista é Nuno Pires

Tem 39 anos, é natural do Porto e desempenha a função de assistente parlamentar do PAN;

 

– pelo IL – Iniciativa Liberal, o candidato é Humberto Silva. 

Fundador do movimento Diz Não ao Paredão. É nadador salvador e trabalha na Proteção Civil de Matosinhos;

 

– pelo MI – Matosinhos Independente, apresenta-se Joaquim Jorge.

63 anos, biólogo e fundador do Clube dos Pensadores. Tal como disse na entrevista ao Primeira Mão, Joaquim Jorge está “cansado” da política partidária tradicional e decide “pôr em prática as minhas ideias”;

 

– pelo CHEGA, candidata-se Israel Pontes

Tem 44 anos, é empresário residente em Matosinhos. Na entrevista ao primeira Mão afirmou que gostaria de ser “o Rui Rio de Matosinhos”.

 

Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter