Arranca campanha contra castigos corporais nas crianças

DGS define procedimentos para comunicação de casos suspeitos de hepatite aguda em crianças
Foto de arquivo

O Instituto de Apoio à Criança (IAC) inicia, esta terça-feira, uma campanha para combater a violência contra as crianças, sobretudo os castigos corporais. Denuncia que continuam a ser “desvalorizados e tolerados”, alerta para lesões graves nos mais pequenos e promete apresentar “propostas robustas” em junho.

Em breve, divulgará o calendário relativo às iniciativas mais emblemáticas, designadamente no dia 1 de junho, Dia da Criança, em que realizará um encontro e apresentará “propostas robustas” que afirmem “tolerância zero” para os castigos corporais.

O IAC alerta que, “não obstante serem expressamente proibidos pela nossa lei penal desde 2007, os castigos físicos continuam a ser desvalorizados e tolerados, sob diversos pretextos, o que é inaceitável, face aos conhecimentos que já possuímos e que demonstram os efeitos negativos da violência”.

Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter