Trabalhadores da Super Bock apontam linhas diretrizes à administração

foto: Google

 

Os Trabalhadores da Super Bock Bebidas aprovaram no último plenário, no dia 30 de junho, uma moção que aponta à Administração, de forma clara, quais as linhas que conduzem a um acordo de pacificação para enfrentar as exigências do verão.

 

 

O plenário decorreu nas instalações da fábrica e sede da empresa, em Leça do Balio, e os trabalhadores tanto reafirmaram a sua disponibilidade para manter a operacionalidade da fábrica em regime de laboração contínua, desde que nos moldes até aqui praticados, como a negação clara às propostas de baixar valor do trabalho prestado, conforme a empresa tem tentado implementar.

 

«Relativamente à negociação do aumento salarial para 2021, os Trabalhadores reiteram a importância de que se mantenha a seriedade na negociação, nada presente nas propostas de “zero” e 1% que a empresa apresentou, e voltam a reafirmar que, num ano em que a empresa teima apelidar de crítico, a opção por distribuir 44 milhões de euros, em lucros, pelos seus dois acionistas, não encontra base de coerência quando comparada com a negação à valorização salarial dos trabalhadores», referem os delegados sindicais afetos ao SINTAB – Sindicato dos Trabalhadores da agricultura e das indústrias de alimentação, bebidas e tabacos de Portugal.
A moção aprovada dá à empresa todas as possibilidades de evitar uma nova greve, para cujo agendamento os Sindicatos ficaram desde já mandatados, «em cenário de ausência de resposta válida e valorizável».

 

Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter