Técnicos de emergência pré-hospitalar estão em greve

Homem morre em acidente de trabalho com camião na Maia

Os técnicos de emergência pré-hospitalar estão hoje em greve e realizam uma concentração em frente às instalações do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM). Exigem a revisão da carreira e melhores condições de trabalho.

Decretada pelo Sindicato dos Técnicos de Emergência Pré-hospitalar (STEPH), a greve começou as 00:00 e termina às 24:00, estando previstos os serviços mínimos.

Além da revisão da carreira e melhores condições de trabalho, os técnicos de emergência pré-hospitalar exigem também “salários dignos” e abertura de concursos para fixar profissionais.

Segundo o STEPH, o Acordo Coletivo de Carreira Especial, cujo processo negocial ficou concluído em 2018, está ainda por publicar, passados três anos.

Além deste acordo coletivo, o sindicato aponta a perseguição de trabalhadores, a formação dos técnicos – “que deveria demorar seis meses e volvidos cinco anos continua por concluir” – e os equipamentos das ambulâncias.

Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter