Taxa de desemprego subiu em maio

Taxa de desemprego sobe para 6,4% em novembro, máximo desde julho de 2021

O desemprego em Portugal aumentou em maio, invertendo a tendência de estabilidade dos últimos meses. Os dados divulgados esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) são ainda são provisórios, mas sinalizam um aumento da taxa de desemprego para 6,1%, mais 0,2 pontos percentuais (p.p) face a abril e menos 1,5 p.p. do que o apurado no mesmo mês de 2021.

No quinto mês do ano, a população desempregada aumentou em relação ao mês anterior (2,1%) passando a abranger 314,1 mil pessoas. O número traduz, contudo, uma redução de 12,o% face ao registado no período homólogo, maio do ano passado.

“Em maio de 2022, estima-se que a população ativa tenha diminuído, em relação ao mês anterior, em 26,3 mil pessoas (0,5%) e que a população inativa tenha aumentado em 26,1 mil (1,1%). A diminuição da população ativa resultou da redução da população empregada, em 32,7 mil (0,7%), tendo a população desempregada aumentado em 6,4 mil (2,1%)”, explica a nota hoje divulgada pelo INE.

Por sua vez, o aumento da população inativa em maio foi explicado, essencialmente, pelo acréscimo do número de outros inativos, os que nem estão disponíveis, nem procuram emprego (31,0 mil; 1,3%)”, sinaliza o INE.

Região norte e Madeira com as maiores quebras de natalidade em 2021

Partilhar:
Subscreva a nossa Newsletter