Porthos: Estudo sobre insuficiência cardíaca nos portugueses arrancou em Matosinhos

Foto: Facebook CMM

A sessão de apresentação do Estudo Porthos decorreu no Salão Nobre dos Paços do Concelho de Matosinhos, esta quarta-feira, e contou com a participação do vice-presidente da autarquia, Carlos Mouta.

Este estudo epidemiológico sobre Insuficiência Cardíaca na População Portuguesa é um trabalho promovido pela Sociedade Portuguesa de Cardiologia e pela AstraZeneca, em parceria com a Nova Medical School. As conclusões serão conhecidas em 2023.

O seu desenvolvimento compreende um modelo inovador de investigação colaborativa, com uma abordagem contemporânea de proximidade e articulação, através do qual será possível gerar conhecimento para as políticas de saúde, alocação de recursos e adequação das melhores práticas e evidências à prevenção, cuidado e tratamento da insuficiência cardíaca.

Destinado a uma amostra representativa da população portuguesa (5.616 participantes) com residência em Portugal continental e idade igual ou superior a 50 anos, o estudo arrancou no terreno, no dia 1 de dezembro, em Matosinhos, e decorrerá até final de 2022 por todo o território nacional.

Uma Unidade Móvel instalada num camião, devidamente equipada com meios técnicos e humanos, irá percorrer o país para que os participantes realizem os procedimentos do estudo – que incluem colheita de sangue, questionários, um eletrocardiograma e um ecocardiograma – junto da sua área de residência.

Carlos Mouta assinalou, na ocasião, a importância deste estudo para a evolução das respostas aos utentes, salientando que será um gosto para Matosinhos receber a sessão de apresentação das conclusões em 2023.

Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter