PJ detém grupo que praticava crimes violentos no Norte e Centro do país

Dois homens e duas mulheres, todos empresários, foram detidos pela Polícia Judiciária por dedicarem-se à prática de crimes violentos. São suspeitos dos crimes de homicídio, sequestro agravado, roubo, furto qualificado, branqueamento de capitais e associação criminosa. O grupo atuava com violência em toda a zona centro e norte.

Os dois homens ficaram em prisão preventiva e as duas mulheres ficaram sujeitas a presentações bissemanais, à proibição de se ausentarem do concelho de residência e ao pagamento de uma caução de 20 mil euros cada uma.

Os detidos têm idades compreendidas entre os 46 e os 26 anos.

O grupo selecionava “criteriosamente alvos em toda a zona centro/norte do país, sobretudo residências de comerciantes ou empresários, atuando, se necessário, com grande violência e crueldade”.

Numa dessas ações, no final de 2018, um casal octogenário foi barbaramente torturado e obrigado a entregar a chave de acesso a um cofre. A mulher acabou por morrer e o homem, que chegou a ser regado com combustível e incendiado, ficou com ferimentos graves.

Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter