Manifestação do Sindicato dos Enfermeiros amanhã em frente à Assembleia da República

foto Pixabay

O Sindicato dos Enfermeiros – SE, conjuntamente com todos os outros sindicatos do setor, realiza amanhã, dia 28 de outubro, pelas 15h00, uma manifestação em frente à Assembleia da República. De acordo com o presidente do Sindicato dos Enfermeiros – SE, Pedro Costa, pretende-se “mostrar ao Governo e aos deputados da República o nosso descontentamento com a falta de diálogo por parte do Ministério da Saúde”.

O dirigente do SE recorda que as estruturas sindicais representativas dos enfermeiros têm vindo “a abrir portas ao diálogo, têm sempre manifestado a sua disponibilidade para sentar à mesa das negociações com a ministra Marta Temido, mas o silêncio tem sido praticamente a única resposta”.

Pedro Costa lamenta que “o Ministério da Saúde apenas tenha disponibilidade para reunir com os enfermeiros após a discussão do Orçamento de Estado para 2022”. “No entanto, e no setor da Saúde, há sindicatos que estão a ser chamados ao Ministério para negociarem com a tutela, numa atitude que apenas serve para tentar virar os profissionais de saúde uns contra os outros”, frisa.

A manifestação em frente à Assembleia da República está agendada para as 15 horas e Pedro Costa deixa ainda um “apelo a todos os que se queiram juntar a esta luta para comparecer amanhã em frente ao Parlamento”.

O Sindicato dos Enfermeiros – SE, conjuntamente com todos os outros sindicatos do setor, realiza amanhã, dia 28 de outubro, pelas 15h00, uma manifestação em frente à Assembleia da República. De acordo com o presidente do Sindicato dos Enfermeiros – SE, Pedro Costa, pretende-se “mostrar ao Governo e aos deputados da República o nosso descontentamento com a falta de diálogo por parte do Ministério da Saúde”.

O dirigente do SE recorda que as estruturas sindicais representativas dos enfermeiros têm vindo “a abrir portas ao diálogo, têm sempre manifestado a sua disponibilidade para sentar à mesa das negociações com a ministra Marta Temido, mas o silêncio tem sido praticamente a única resposta”.

Pedro Costa lamenta que “o Ministério da Saúde apenas tenha disponibilidade para reunir com os enfermeiros após a discussão do Orçamento de Estado para 2022”. “No entanto, e no setor da Saúde, há sindicatos que estão a ser chamados ao Ministério para negociarem com a tutela, numa atitude que apenas serve para tentar virar os profissionais de saúde uns contra os outros”, frisa.

A manifestação em frente à Assembleia da República está agendada para as 15 horas e Pedro Costa deixa ainda um “apelo a todos os que se queiram juntar a esta luta para comparecer amanhã em frente ao Parlamento”.

Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter