Luísa Salgueiro (PS) conquista a maioria absoluta em Matosinhos

Luísa Salgueiro

No rescaldo das eleições em Matosinhos, o destaque é mesmo a maioria absoluta conquistada pelo PS e pela candidata à Câmara, Luísa Salgueiro. A coligação PSD/CDS-PP foi a segunda força política e aumentou a votação relativamente há 4 anos.

Luísa Salgueiro conquista para o PS 7 dos 11 lugares no executivo com 43,62% da votação (30.373 votos). O candidato Bruno Pereira, pela Coligação PSD/CDS-PP conquista 2 lugares (com 17,25% e 12.015 votos).

António Parada será o único vereador eleito no executivo pelo seu movimento independente (António Parada SIM) com 6,58% (4.580 votos).

José Pedro Rodrigues, pela CDU, conquista o outro assento como vereador na Câmara de Matosinhos, tendo obtido 4.580 votos (6,58%).

 

BE (com Carla Silva) obteve 5,66% (3.938 votos);

IL (com Humberto Silva), obteve 4,70% (3.271 votos);

Chega (com Israel Pontes) obteve 3,80% (2.646 votos);

PAN (com Nuno Pires) atingiu 2,71% (1.885 votos);

Matosinhos Independente (Joaquim Jorge) obteve 0,93% (650 votos).

 

 

A Câmara Municipal de Matosinhos terá até 2025 apresenta a seguinte configuração:

7 Mandatos PS:

1- Luísa Salgueiro – Presidente

2- Carlos Mouta

3- Maria Manuela Álvares

4- Fernando Rocha

5- António Pinto

6- Marta Pontes

7- Vasco Pinho

 

2 Mandatos PSD/CDS-PP: 1 – Bruno Pereira; 2 – Maria Filomena Martins

 

1 Mandato António Parada SIM: António Parada;

 

1 Mandato CDU: José Pedro Rodrigues.

 

Dos 151.342 inscritos votaram 69.636 eleitores, o que coloca a abstenção em 53,99%.

Brancos – 3,23% (2.250 votos) e Nulos – 1,66% (1.155 votos).

 

PS ganhou em todas as freguesias de Matosinhos

 

O Partido Socialista ganhou por maioria dos votos nas quatro Assembleias de Freguesia de Matosinhos, mas apenas conquistou a maioria absoluta em duas delas: Custóias, Leça do Balio e Guifões (lista encabeçada por Pedro Gonçalves) e ainda em Perafita, Lavra e Santa Cruz do Bispo (lista encabeçada por Maria de Lurdes Queirós).

Custóias, Leça do Balio e Guifões

Perafita, Lavra e Santa Cruz do Bispo

 

Em S. Mamede de Infesta e Senhora da Hora, Leonardo Fernandes (PS) teve a maioria dos votos, mas não conseguiu a maioria absoluta.

 

S. Mamede de Infesta e Senhora da Hora

O mesmo sucedeu com a lista do PS (encabeçada por Paulo Carvalho) em Matosinhos e Leça da Palmeira.

Matosinhos e Leça da Palmeira

 

 

Presidentes de Junta serão o apoio para fazer a maioria na Assembleia Municipal de Matosinhos

 

 

Na Assembleia Municipal, o PS (lista encabeçada por Palmira Macedo) conquistou 15 mandatos dos 33 deste órgão, precisando dos 4 presidentes de Junta do concelho com assento na AM para ter maioria absoluta.

Em 33 mandatos, PS elege 15 e a coligação PSD/CDS-PP elege 7 deputados.

O Movimento António Parada Sim terá três deputados.

Já a CDU, BE e IL conquistam 2 mandatos cada.

Com um deputado eleito figuram o Chega e o PAN.

 

 

 

Assim, a composição de mandatos na AM é a seguinte:

 

PS: 15 mandatos (39,93% da votação)

PSD/CDS-PP: 7 mandatos (18,01%)

António Parada Sim: 3 mandatos (9,65%)

CDU: 2 mandatos (6,98%)

BE: 2 mandatos (6,54%)

IL: 2 mandatos (5,05%)

CH: 1 mandato (4,13%)

PAN: 1 mandato (3,46%)

Presidentes de Junta eleitos pelo PS: 4

 

 

Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter