Inserir+ da Maia cuida da auto-estima e leva utentes à “Oficina do Cabelo”

Depois de meses de isolamento sem poder frequentar as oficinas do Programa Inserir+, os utentes deste projeto a funcionar na Maia, tiveram acesso a uma ação muito especial – uma ida ao cabeleireiro. O objetivo é aumentar a auto-estima, algo de que afinal todos precisamos quando já contabilizamos quase um ano e meio de vivência em pandemia e variadíssimas restrições.
O Inserir+ é promovido pela IPSS ASAS de Ramalde, apoiada pelo SICAD (Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências), no âmbito de um Programa de Respostas Integradas na área da Reinserção. As iniciativas do Inserir+ procuram combater a exclusão pela pobreza e vulnerabilidade social. Na sede na Maia, o projeto é coordenado pela técnica responsável, Mónica Dias, que acompanha pessoas com passado de dependências e baixos recursos económicos.
O Inserir+, em funcionamento desde 2014, abrange todo o território do concelho maiato, tendo atualmente um total de 50 utentes, residentes nas várias freguesias da Maia, com passado ligado ao consumo de substâncias lícitas e ilícitas.
Oficina do Cabelo retomada após a pandemia
Além das atividades ocupacionais em oficinas lúdico-pedagógicas, tal como Oficina de Expressão Plástica, de Cerâmica, de Culinária, de Desporto (Boccia e Ginástica localizada), entre outras iniciativas, alguns dos utentes do inserir+ tiveram mais um “miminho” – a Oficina do Cabelo foi retomada, depois da paragem originada pela pandemia.
“Iniciamos em Abril de 2021 a atividade Oficina do Cabelo, em parceria com o Espaço Virgínia Costa, cabeleireiro localizado na Maia. É uma iniciativa a desenvolver mensalmente nas instalações do Espaço Virgínia Costa Cabeleiro onde os utentes do Inserir+ irão usufruir gratuitamente de serviços de cabeleireiro e cuidados de beleza, promovendo o reforço de uma identidade positiva e um aumento de auto-estima”, explica Mónica Dias.
A ida ao cabeleireiro teve lugar no dia 26 de julho de manhã. Chegados à sede do Inserir+ mesmo em frente ao Parque Central, o grupo (desta vez com três utentes) e a coordenadora dirigem-se para mais uma Oficina de atividade a caminho da Avenida Vasco da Gama, nº11. A expetativa é de ficar mais bonito, logo, mais satisfeito com a própria imagem e ganhar novo ânimo para enfrentar a vida.
A “Oficina do Cabelo” também é sinónimo de beleza e de bem-estar, e de forma gratuita.
A Técnica e coordenadora do Projeto Inserir+, Mónica Dias, salienta “a importância dos cuidado com a imagem” e o foco da Oficina do Cabelo estar na promoção do “auto-cuidado para uma melhoria da auto-estima e de uma identidade positiva através dos cuidados de beleza em cada um dos participantes.”
A empresária Virgínia Costa indica “que a experiência tem sido positiva”, mostrando-se “satisfeita por contribuir para a melhoria da imagem de cada pessoa”
Um dos participantes do Projeto Inserir+, Pedro, após o corte de cabelo mencionou: “sinto-me outro agora que me olho ao espelho”.
O sucesso desta iniciativa não podia estar mais visível…bastava olhar para o espelho!

 

 

Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter