Independente Joaquim Jorge envia carta aos matosinhenses

Joaquim Jorge
Para fazer chegar as suas propostas e dar a conhecer a sua equipa de forma mais próxima dos cidadãos, Joaquim Jorge, o candidato independente à Câmara de Matosinhos, enviou uma carta aos matosinhenses, cuja distribuição está na fase final.
Na missiva, o cabeça de lista de Matosinhos Independente (MI) explica que lidera um movimento “apoiado um por grupo de cidadãos eleitores, sem intervenção dos partidos” e afirma-se «contra o “continuismo” que se tem vindo a eternizar, mas que agora penso estar em fim de ciclo. A mudança é a única forma de se manter viva a democracia».
Diz Joaquim Jorge nesta carta que «Matosinhos precisa, de uma vez por todas, de mudar, para ver outros horizontes».
Pode ler-se ainda na missiva que quer pôr fim à «rede clientelar, que ao longo destes 45 anos, tornou os matosinhenses obedientes e sem poder crítico».
Finaliza reafirmando que é preciso acabar com a injustiça «assente numa hierarquia em que uma minoria são “filhos” e uma enorme maioria são “enteados”.»
Por todos estes motivos, Joaquim Jorge assegura que é a «alternativa».
Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter