Grupo interessado em comprar Efacec aumenta salário mínimo para 740 euros já este mês

Foto de arquivo PM

A DST ultrapassa média nacional e sobe salário mínimo para 740 euros já em janeiro.

O grupo, que emprega 2.300 trabalhadores e é o único candidato à compra da Efacec, quer com esta medida “combater a precariedade laboral e contribuir para o cumprimento das diretrizes europeias no que toca a condições de trabalho e dignidade social”, refere o Jornal Económico.

A DST, com esta medida, pretende “combater a precariedade laboral e contribuir para o cumprimento das diretrizes europeias no que toca a condições de trabalho e dignidade social”. O ajuste será efetuado já este mês de janeiro, soube O Jornal Económico junto do grupo de Braga.

O salário mínimo nacional para 2022 está fixado nos 705 euros.

Em 2021, o grupo, único candidato à compra da Efacec, no âmbito do processo de reprivatização que avançará depois das eleições legislativas, tinha atualizado o salário mínimo para 700 euros.

Em comunicado enviado às redações, o Dstgroup refere também que os 740 euros agora estabelecidos são acrescidos de subsídio de alimentação, seguro de vida, seguro de saúde e um pacote de outros “70 outros benefícios à disposição dos seus trabalhadores”, entre os quais uma discoteca.

Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter