Estudo sugere melhor acesso ao rastreio do cancro de mama e via verde para exames

Foto: A. Santos

Um estudo que analisou as várias dimensões do cancro da mama em Portugal e que é hoje apresentado sugere a melhoria do acesso e adesão ao rastreio e a criação de uma via verde prioritária para exames no caso das doentes de cancro.

O Estudo Católica H360º, coordenado pelo oncologista Luís Costa, do Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte, sugere igualmente o aumento da literacia em saúde, não só da população, mas também dos profissionais de saúde.

Para compreender as múltiplas dimensões da doença, a equipa de investigação captou a perspetiva de todos os intervenientes (doentes, médicos e administradores hospitalares) ao longo do percurso da doente no sistema de saúde, em sete hospitais públicos e privados de norte a sul do país.

Partilhar:
Subscreva a nossa Newsletter