Covid-19: Alegada falha na cadeia de frio suspende vacinação no Queimódromo do Porto

Abriu o autoagendamento da vacina para maiores de 27 anos
vacina

A vacinação contra a covid-19 no Queimódromo do Porto foi suspensa pela coordenação da ‘task-force’ por causa de uma alegada falha na cadeia de frio e será pedida uma investigação à Inspeção-Geral das Atividades em Saúde (IGAS), foi hoje anunciado.

Em comunicado, a ‘task-force’ para o plano de vacinação contra a covid-19 esclarece que os utentes vacinados nos dias 10 e 11 de agosto (terça e quarta-feira) serão contactados pelas entidades de saúde, até a próxima semana, para “monitorizar a eficácia das vacinas inoculadas”.

Contudo, sublinha que dadas as características das vacinas contra a covid-19, “não é expectável que a falha ocorrida no processo de conservação tenha impacto na saúde dos utentes”.

Diz ainda que o Infarmed está a acompanhar a situação e acrescenta que, qualquer reação adversa deve ser comunicada através do Portal RAM (https://www.infarmed.pt/web/infarmed/submissaoram).

Poderão ainda esclarecer as suas dúvidas sobre a vacinação no email vacina.covid@arsnorte.min-saude.pt, adianta a nota.

A ‘task-force’ explica que a suspensão decorre para que possa ser averiguado o cumprimento das normas e procedimentos em vigor, depois de uma alegada falha na cadeia de frio.

Os agendamentos previstos para este centro de vacinação serão reagendados para outros centros nas proximidades”, acrescenta.

Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter