Conselho de Disciplina instaura processo disciplinar ao treinador Miguel Afonso

Federação suspendeu Miguel Afonso por 35 meses e revelou mensagens às jogadoras
Miguel Afonso

Técnico foi acusado de assédio sexual por várias futebolistas.

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) instaurou esta sexta-feira um processo disciplinar, com caráter urgente, ao treinador Miguel Afonso, acusado de assédio sexual por várias futebolistas.

O Conselho de Disciplina determinou ainda a suspensão preventiva não automática do treinador, que está prevista no regulamento.

O treinador da equipa de futebol feminino do Famalicão tinha já as funções suspensas, por mútuo acordo, segundo o anúncio feito esta tarde pelo clube.

Partilhar:
Subscreva a nossa Newsletter