Câmara e Assembleia de Matosinhos tomaram posse com destaque para 4 desafios

Tomada posse Matosinhos_Foto Francisco Teixeira CMM

No terminal de cruzeiros, a nova Câmara e Assembleia Municipal de Matosinhos tomaram posse, tendo a presidente do executivo Luísa Salgueiro destacado quatro grandes prioridades para o mandato que agora se inicia.

Para os próximos quatro anos, Luísa Salgueiro adianta ter quatro grandes desafios: a transição estrutural da economia, o combate às alterações climáticas, a habitação acessível e a mobilidade sustentável.

“Começa hoje um novo capítulo de vida da nossa comunidade”. As palavras são de Luísa Salgueiro que tomou posse como presidente da Câmara Municipal, na sequência do resultado das eleições autárquicas no concelho de Matosinhos do passado dia 26 de setembro.

A autarca reeleita frisou que “uma maioria absoluta não significa poder absoluto”. “Bem pelo contrário, obriga-nos a manter e a reforçar a relação de proximidade com todos os municípios e a um exercício permanente de diálogo aberto e franco com os partidos que são oposição, mas que fazem parte do projeto que os matosinhenses definiram para estes quatro anos”, sublinhou.

O Centro de Ferrovia de Guifões, os investimentos no Porto de Leixões, o futuro Centro de Inovação da Energia e do Mar (nos atuais terrenos da Refinaria da Petrogal), o Corredor Verde do Leça, a conservação da Orla Costeira, a construção do novo Parque Urbano em S. Mamede de Infesta, de S. Gens, da Arroteia, a criação de caminhos rurais em Perafita, Lavra e Santa Cruz do Bispo, a ampliação da rede de espaços verdes, a colocação de mais 150 ecopontos, a nova linha de metro de S. Mamede de Infesta, a ampliação da Bolsa de Cuidadores, a construção de quatro novos lares e dois novos centros de saúde, a habitação acessível, são alguns dos projetos previstos para o território.

Luísa Salgueiro fez saber ainda que, nos primeiros seis meses deste mandato, tenciona assinar um contrato de delegação de competências com o Instituto de Segurança Social, “de forma a centralizar toda a resposta social na autarquia num modelo integrado entre as políticas sociais, de emprego, de educação e de saúde”.

A edil anunciou também a intenção de “concluir o plano de acessibilidades para que, em 2030, a cidade seja 100% acessível e criar um serviço de transporte porta-a-porta que ofereça maior autonomização e vida independente”.

“O que temos para fazer nestes quatro anos tem impacto na vida das pessoas”, acrescentou.

 

A Câmara Municipal de Matosinhos terá até 2025 a seguinte configuração:

7 Mandatos PS:

1- Luísa Salgueiro – Presidente

2- Carlos Mouta

3- Maria Manuela Álvares

4- Fernando Rocha

5- António Pinto

6- Marta Pontes

7- Vasco Pinho

2 Mandatos PSD/CDS-PP: 1 – Bruno Pereira; 2 – Maria Filomena Martins

1 Mandato António Parada SIM: António Parada;

1 Mandato CDU: José Pedro Rodrigues.

 

Além de Luísa Salgueiro, tomaram posse, este sábado, dia 16, os restantes 10 Membros do Executivo Municipal e os 37 Membros da Assembleia Municipal eleitos para o mandato 2021- 2025 (33 + 4 presidentes das uniões de freguesia).

Palmira Macedo assumiu novamente a presidência da Assembleia Municipal. “Começamos hoje um período, que desejamos que seja um tempo de menos incerteza e mais regularidade, do que o que agora termina. A emergência da pandemia veio testar a nossa incapacidade de viver com o desconhecido, com a surpresa de um facto natural, com um séquito de consequências que, de todo, não imaginávamos”, disse.

Os desafios, ao longo dos próximos quatro anos, não serão, nas palavras de Palmira Macedo, “pequenos”, como exemplos a preparação de respostas face a um novo contexto pandémico, os desafios da emergência climática, a adaptação e construção do novo futuro pós-industrial.

Seguiu-se, já no Edifício dos Paços do Concelho, a primeira reunião da Assembleia Municipal.

 

A Assembleia Municipal de Matosinhos terá até 2025 a seguinte configuração:

PS: 15 mandatos (39,93% da votação):

Palmira Macedo

Miguel Rodrigues

Eduardo Coutinho

Ângela Miranda

Pedro Sousa

Manuel Mota

Celestina Silva

José Dias

César Cruz

Paula Fernandes

Henrique Barbosa

Manuel Albano

Cláudia Oliveira

Jorge Carvalho

José Ramos

 

PSD/CDS-PP: 7 mandatos (18,01%):

Davide Carvalho

Francisco Lopes

Ana Maria Batista

Cristóvão Neto

Rui Martins

Maria João Santos

Bruno Nadais

 

António Parada Sim: 3 mandatos (9,65%):

Paula Mesquita

Manuel Ferreira

Susana Mano

 

CDU: 2 mandatos (6,98%):

João Pereira

Sandra Magalhães

 

BE: 2 mandatos (6,54%):

Sílvia Moutinho

Sónia Lamachã

 

IL: 2 mandatos (5,05%):

José Leirós

Sónia Lopes

 

CH: 1 mandato (4,13%):

Álvaro Costa

 

PAN: 1 mandato (3,46%):

João Medeiros

 

4 Presidentes de Junta eleitos pelo PS (por inerência na AM):

Paulo Carvalho – Matosinhos e Leça da Palmeira

Leonardo Fernandes – S. Mamede de Infesta e Senhora da Hora

Pedro Gonçalves – Custóias, Leça do Balio e Guifões

Maria de Lurdes Queirós – Perafita, Lavra e Santa Cruz do Bispo

Pode ver o vídeo da cerimónia de tomada de posse aqui:

 

Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter