Bombeiros vão receber 81 veículos de combate aos fogos florestais e 26 vêm para o norte

Incêndio florestal em freguesia de Vila do Conde mobiliza três corporações de bombeiros
bombeiros


Oitenta e um veículos de combate a incêndios florestais vão ser distribuídos pelas corporações de bombeiros localizadas em locais com maior carência, permitindo “um reforço da capacidade de resposta operacional”, indicou hoje o Ministério da Administração Interna (MAI)

O MAI acrescenta que foi incluído no Plano de Recuperação e Resiliência, no âmbito do Programa MAIS Floresta, uma verba de 12,6 milhões de euros destinada à aquisição de veículos florestais a operar pelas corporações de bombeiros.

O Ministério da Administração Interna sustenta que vai ser “aumentada a capacidade da resposta operacional dos agentes de proteção civil, através da distribuição, via contrato de comodato a celebrar com a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), de viaturas a corpos de bombeiros localizados nos territórios onde se verifique uma maior carência de Veículos Florestais de Combate a Incêndios (VFCI) e de Veículos Tanque Táticos Florestais (VTTF) face à respetiva área florestal”.

Segundo o Governo, os critérios para a seleção dos corpos de bombeiros, propostos pela ANEPC e previamente apresentados à Associação Nacional de Municípios e à Liga dos Bombeiros Portugueses, foram aprovados pela ministra da Administração Interna e validados pela Estrutura de Missão Recuperar Portugal.
O MAI indica ainda que a lista final de distribuição contempla 26 viaturas para as corporações de bombeiros da região Norte, 25 para o Centro, oito para Lisboa e Vale do Tejo, 18 para o Alentejo e quatro para o Algarve.

Partilhar:
Subscreva a nossa Newsletter