Autoridades multaram quase três mil passageiros nos aeroportos sem teste negativo

Autoridades multaram quase três mil passageiros nos aeroportos sem teste negativo
Aeroporto Foto: Lusa

2.848 passageiros foram multados, entre 01 de dezembro e ontem, por tentarem entrar em Portugal pelas fronteiras aéreas sem teste negativo ao SARS-CoV-2, indicou hoje o Ministério da Administração Interna (MAI).

Segundo o MAI, durante o mesmo período, foram também multadas 41 companhias aéreas por embarcarem esses passageiros sem teste negativo.

Num balanço desta medida para controlar os casos de covid-19, o MAI indicou à agência Lusa que, entre 01 de dezembro e domingo passado (30 janeiro), a PSP e o SEF fiscalizaram 1.994.511 passageiros e 18.701 voos, de que resultaram em 2.848 contraordenações.

Desde 01 de dezembro de 2021 que todos os passageiros que cheguem a Portugal por via área são obrigados a apresentar teste negativo ou certificado de recuperação no desembarque.

Estão isentos da obrigatoriedade de testes, PCR ou rápido, os passageiros de voos domésticos, os menores de 12 anos e as tripulações.

As companhias aéreas que transportem passageiros sem teste negativo incorrem numa multa entre 20.000 e 40.000 euros por passageiro e os viajantes são também alvo de uma contraordenação, entre os 300 e os 800 euros, por não apresentarem teste à chegada.

O MAI adianta que nas 2.370 contraordenações estão incluídos oito estrangeiros a quem foi recusada a entrada no país por não terem apresentado teste no desembarque, uma vez que apenas é permitida a realização do teste no aeroporto aos cidadãos de nacionalidade portuguesa, estrangeiros com residência em Portugal e pessoal diplomático.

Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter