116 reclusos e 98 trabalhadores das prisões infetados

Estab Prisional SC Bispo Fem_foto Google

Segundo a Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP), existiam no dia 3 de janeiro, 116 casos ativos e 1.504 casos recuperados, sendo de 98 o número de casos ativos entre trabalhadores. Foram realizados 62.572 testes de despiste à Covid-19.

Segundo informação prestada à agência Lusa pela DGRSP, no universo de 11.388 reclusos há 116 casos ativos e 1.504 casos recuperados, sendo de 98 o número de casos ativos entre trabalhadores, repartidos por 82 guardas prisionais, dois profissionais de saúde e 14 outros profissionais. O total de casos clinicamente recuperados entre os trabalhadores da DGRSP é de 736.

 

Quanto aos jovens internados em Centros Educativos, há dois casos ativos e 23 recuperados.

 

A DGRSP, que abrange um conjunto de cerca de 20 mil pessoas entre trabalhadores, reclusos e jovens internados em Centros Educativos, informa ainda que a taxa de cobertura vacinal dos trabalhadores da DGRSP é 87,96%.

 

A taxa de cobertura vacinal dos reclusos é de 92,42% e a dos jovens em Centros Educativos é de 88,42% e, no total, e até ao momento, foram realizados 62.572 testes (PCR e rápidos), acrescenta.

 

Estes testes foram realizados por motivos resultantes de rastreios na sequência de casos suspeitos ou casos confirmados e protocolos entre DGRSP/INEM/INSA para profissionais dos Estabelecimentos Prisionais e para reclusos entrados e em quarentena, entre outras situações, esclarecem os serviços prisionais.

 

A DGRSP reitera estar apostada, em articulação com a saúde pública, em dar continuidade ao trabalho que permitiu, até ao momento, uma evolução positiva (sem qualquer óbito entre internados e trabalhadores) nos casos até agora registados.

 

Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter