Vila do Conde em risco elevado de incidência Covid-19

Vila do Conde em risco elevado de incidência Covid-19
Imagem Joaquim Gomes74741816_n (1)

Cerca de 70% dos concelhos resgista um aumento de casos de Covid-19. Há três municípios com incidência de infeção por SARS-CoV-2 igual a zero.

Aumenta de dez para 16 o número de concelhos portugueses em risco extremamente elevado de Covid-19, indica o boletim desta sexta-feira da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Os 16 concelhos em risco extremamente elevado têm uma incidência cumulativa a 14 dias superior a 960 casos por 100 mil habitantes.

Porto e Lisboa juntam-se aos cerca de 70% de concelhos que registam um aumento de casos de Covid-19, na última semana. No total, são 214 os municípios com acréscimo de incidência de infeção por SARS-CoV-2, entre os dias 25 de novembro e 8 de dezembro.

A Direção-Geral da Saúde divulga, desde dia 16 de novembro de 2020, o mapa de incidência cumulativa de infeção por município. O indicador corresponde ao número de novos casos nos últimos 14 dias por 100 mil habitantes.

Este é um dos três critérios adotados pelo Governo português na avaliação de risco de infeção de cada concelho. Foram definidos quatro níveis de risco: moderado, elevado, muito elevado e extremamente elevado.

Os níveis diferem em número de incidência. Municípios com incidência inferior a 240 casos por 100 mil habitantes integram a lista de risco moderado.

Na lista de risco elevado entram os concelhos com uma incidência entre 240 e 480 casos por 100 mil habitantes. Segue-se o risco muito elevado, entre 480 e 960.

No nível máximo de risco – extremamente elevado – estão os concelhos com mais de 960 casos por 100 mil habitantes.

Vila do Conde está com 324 infeções por 100 mil habitantes.

Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter