Silva Tiago apresenta-se como recandidato de Maia em Primeiro (PSD/CDS)

Silva Tiago

Depois da crise pandémica vem aí o trabalho de retoma, com os fundos do Plano de Resiliência, e a candidatura Maia em Primeiro (PSD/CDS) apresenta-se, neste âmbito, como a mão experiente para cuidar dos maiatos, com Silva Tiago e Bragança Fernandes como principais “operários”.

A Maia em Primeiro continua a ser o principal slogan da candidatura PSD/CDS, que aposta na recandidatura de Silva Tiago à Câmara da Maia e de Bragança Fernandes à Assembleia Municipal.

A apresentação das recandidaturas realizou-se esta segunda-feira, às 18h00, nos Jardins do Sobreiro, junto à Horta comunitária e ecológica da Maia, inaugurada há pouco tempo. Os candidatos às Juntas de Freguesia foram apresentados através da transmissão em direto da cerimónia nas redes sociais da candidatura. De registar que houve tradução por língua gestual.

Silva Tiago apresentou-se com “determinação” e num “imperativo de consciência” para continuar a “trabalhar para os maiatos e com os maiatos”. O candidato referiu que possui “uma idoneidade pessoal e política a toda a prova”, até porque todo o seu trabalho ao longo das últimas décadas já foi mais que “escrutinado”.

Destacando a forma como o executivo que lidera soube “dar resposta à pandemia” com o cuidado de apoiar e cuidar dos maiatos, pessoas e empresas, Silva Tiago não deixou de recordar também que o município se envolveu diretamente no combate ao contágio, disponibilizando “meios técnicos e recursos humanos”.

O recandidato abordou ainda os diversos programas de apoio a famílias e empresas que a Câmara da Maia implementou para ajudar nesta fase de retoma da economia e, naturalmente, apresentou os trunfos de obras e objetivos conquistados. No que respeita a obras de modernização do concelho, o espaço escolhido para a apresentação – Jardins do Sobreiro – é “exemplo” da aposta do município de intervir nos espaços públicos apostando na “mobilidade sustentável”.

Silva Tiago elege três objetivos a cumprir no próximo mandato: política de habitação pública (projeto aprovado para construção de 757 novos fogos); corredor ecológico do rio Leça; revolução nos transportes públicos em que uma das principais obras será a construção de uma nova linha de Metro que ligará o centro da cidade ao Aeroporto Francisco Sá Carneiro.

Silva Tiago promete uma campanha eleitoral que “respeite o bom senso, o bom gosto e com ponderação de meios, sempre respeitando as regras da Saúde Pública”.

Bragança Fernandes recandidata-se com o sentido de dever de servir numa fase em que vivemos “tempos de muita instabilidade”. O recandidato à Assembleia Municipal da Maia afirmou que “seria muito fácil para mim seguir com a minha vida”, mas entende que os tempos que se seguem exigem políticos “experientes”.

Bragança Fernandes lembrou que serão precisos “autarcas experientes para aproveitar as oportunidades históricas como é o caso dos financiamentos do Plano de Resiliência”. Este é o “momento da competência”, frisou, tal como, de resto, salientou que “a experiência de António Silva Tiago foi fundamental” na forma como respondeu às dificuldades em contexto de pandemia, ainda na “gestão com contas certas” e no “investimento que realizou na habitação social”.

Maria de Lurdes Maia, provedora da Santa Casa da Misericórdia da Maia, é a mandatária da candidatura de Maia em Primeiro.

Quanto aos candidatos às Juntas de Freguesia, há 4 mulheres: Isabel Carvalho é a candidata estreante a Pedrouços (Joaquim Araújo atingiu o limite de mandatos); e Raquel Freitas candidata-se a S. Pedro Fins (Alvarinho Sampaio sai após dois mandatos por motivos pessoais); Olga Freire, recandidata-se à Cidade da Maia; Maria José Neves deixa a coligação anterior (PS/JPP) para se recandidatar agora pela Maia em Primeiro (PSD/CDS).

Ivo Ribeiro, presidente do núcleo do PSD de Águas Santas/Pedrouços, apresenta-se como candidato à Junta de Freguesia de Águas Santas. Já Joaquim Azevedo, presidente da Junta por um movimento independente a VN Telha há quatro anos, entra agora na equipa de Maia em Primeiro e recandidata-se ao cargo.

São recandidatos ainda os presidentes das Juntas de Folgosa (Vítor Ramalho); de Moreira (Carlos Moreira); Castelo da Maia (Manuel Azenha); Nogueira e Silva Escura (Ilídio Carneiro).

 

Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter