Produtores de Leite exigem respostas dos distribuidores e do Governo

Produtores de Leite exigem respostas dos distribuidores e do Governo
Imagem FB APROLEP

Uma semana após a manifestação de produtores de leite, que reuniu cerca de 200 tratores e 500 produtores entre Ribeirão e Trofa, ainda não há qualquer resposta pública por parte das cadeias de distribuição que vendem o leite ao consumidor. A acusação é da APROLEP – Associação de Produtores de Leite de Portugal.

A associação diz que um dos distribuidores acaba de anunciar uma promoção com leite de marca própria a 42 cêntimos, o que considera “preço absurdo” e “uma falta de respeito pelos produtores”.

Falam de uma “constante desvalorização e utilização do leite como isco para atrair consumidores, quando estamos há meses a receber o pior preço do leite entre os 27 países da União Europeia, 6 cêntimos abaixo da média comunitária” quando os custos de produção “dispararam com o aumento do preço das rações”.

A Aprolep avisa que enquanto a distribuição não mudar de atitude, vai denunciar a situação publicamente e à porta dos supermercados, com ou sem aviso prévio, de várias formas possíveis.

Sobre a tutela, os produtores afirmam ser tempo da Ministra da Agricultura ouvir e responder às suas dificuldades e “de dizer claramente que está ao lado dos produtores que pedem um preço justo para o leite”.

Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter