Maia Open regressa em dezembro com dose dupla

Fotografia Federação Portuguesa de Ténis

Cidade da Maia vai receber dois torneios consecutivos do ATP Challenger Tour.

Já é uma tradição e em 2021 será ainda maior: o ATP Challenger Tour vai regressar ao Complexo Municipal de Ténis da Maia em dezembro, mas este ano com a novidade de serem dois os torneios internacionais que a Federação Portuguesa de Ténis organizará com o apoio da Câmara Municipal da Maia.

Entre os dias 5 e 19 de dezembro, nas últimas duas semanas do calendário do ATP Challenger Tour, o histórico recinto maiato será palco de duas provas consecutivas, cada uma dotada de um total de 44.820 euros em prémios monetários mais hospitalidade. E cada semana valerá 80 pontos ATP ao campeão naquelas que serão as últimas oportunidades de os jogadores amealharem pontos na temporada de 2021.

O Maia Open I será um de três torneios ATP Challenger 80 a acontecerem entre os dias 5 e 12 de dezembro, a par de Forli (Itália) e Florianópolis (Brasil), enquanto entre 12 e 19 de dezembro o Maia Open II apenas terá a companhia de um ATP Challenger 80 no Rio de Janeiro (Brasil).
Ambos os eventos terão a particularidade de serem os únicos deste nível a acontecer em terra batida no continente europeu.

Para Vasco Costa, presidente da Federação Portuguesa de Ténis, “depois de duas edições de sucesso, esta extensão do Maia Open a dois torneios para ocupar as últimas duas semanas do calendário do circuito ATP Challenger reforça o objetivo que a Federação Portuguesa de Ténis tem de proporcionar aos jogadores portugueses mais oportunidades de poderem competir e pontuar no nosso país, para além de se traduzir numa grande oportunidade visto que serão os únicos torneios a acontecer na Europa em terra batida indoor nessas últimas semanas do ano.”

Organizado desde 2019, o “novo” Maia Open devolveu à cidade maiata uma etapa do ATP Challenger Tour pela primeira vez desde 2002. A edição que assinalou o regresso foi ganha pelo eslovaco Jozef Kovalik, mas em 2020 a festa fez-se em português, com Pedro Sousa a derrotar o espanhol Carlos Taberner na final para conquistar o oitavo título da carreira a este nível e igualar o recorde nacional.

Com a confirmação dos dois torneios na Maia, serão nove as etapas do ATP Challenger Tour a acontecer em Portugal em 2021: tudo começou no Complexo Desportivo do Jamor, em Oeiras, onde se realizaram quatro torneios (três ATP Challenger 50 e um ATP Challenger 125), e da terra batida o circuito passou para o piso rápido do Complexo Desportivo do Monte Aventino, com o Porto Open a ser promovido a este circuito. Depois, o Braga Open regressou ao Clube de Ténis de Braga após um ano de cancelamento por causa da pandemia de covid-19 e logo a seguir celebrou-se a quinta edição do Del Monte Lisboa Belém Open, no CIF.

Gaspar Ribeiro Lança
Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter