Maia em estado de alerta Covid19 mantêm as regras já em vigor

 

 

A Maia encontra-se entre os concelhos em estado de alerta. Assim, não ficam sujeitos a regras tão restritivas como os concelhos em risco Elevado e Muito Elevado. Conheça as regras que se aplicam.

 

Concelhos em alerta: Alcobaça, Arouca, Arraiolos, Barcelos, Batalha, Benavente, Caldas da Rainha, Cantanhede, Carregal do Sal, Castro Marim, Chaves, Coimbra, Elvas, Espinho, Figueira da Foz, Gondomar, Guimarães, Leiria, Lousada, Maia, Monchique, Montemor-o-Novo, Oliveira do Bairro, Paredes, Pedrógão Grande, Peniche, Porto de Mós, Póvoa de Varzim, Reguengos de Monsaraz, Santiago do Cacém, Tavira, Valongo, Vila do Bispo e Vila Real de Santo António.

Tanto os concelhos em alerta como em todos os outros que compõem o restante território continental, e que não estão nem em risco elevado, nem em risco muito elevado, mantêm-se as atuais regras. Recorde-se:

    • Teletrabalho recomendado nas atividades que o permitam;
    • Restaurantes, cafés e pastelarias (máximo de 6 pessoas no interior ou 10 pessoas em esplanadas) até à meia-noite para admissão e 1h00 para encerramento;
    • Comércio com horário do respetivo licenciamento;
    • Transportes públicos com lotação de dois terços ou com a totalidade da lotação nos transportes que funcionem exclusivamente com lugares sentados;
    • Espetáculos culturais até à meia-noite;
    • Salas de espetáculos com lotação a 50%;
    • Foras das salas de espetáculo, com lugares marcados e com regras a definir pela DGS.
    • Escalões de formação e modalidades amadoras com lugares marcados e regras de acesso definidas pela DGS;
    • Recintos desportivos com 33% da lotação;
    • Fora de recintos aplicam-se regras a definir pela DGS.

O Governo voltou a atualizar no Conselho de Ministros de ontem as medidas de combate à pandemia, numa fase em que o número de casos por Covid-19 tem vindo a aumentar.

A grande novidade é a exigência de um Certificado Digital ou teste negativo para entrar em estabelecimentos turísticos e, em alguns casos, restaurantes, a partir deste sábado.

A limitação de horários da restauração terminou, tal como a proibição de circulação na entrada e saída da Área Metropolitana de Lisboa ao fim de semana.

 

Existem agora 34 concelhos em nível de alerta (acima dos 120 casos por 100 mil habitantes), 27 concelhos em risco elevado e 33 concelhos em risco muito elevado — uma escalada dos 19 verificados na semana passada.

 

A grande novidade apresentada neste briefing é que vai passar a ser exigida a apresentação do Certificado Digital ou de um teste negativo para aceder a estabelecimentos turísticos e de alojamento local em todo o território nacional e para aceder a restaurantes para serviço de refeições no interior nos concelhos de risco elevado e muito elevado nas seguintes condições:

    • Sexta-feiras a partir das 19h00
    • Durante todo o dia aos sábados, domingos e feriados

Estas regras entram em funcionamento a partir das 15h30 deste sábado, 10 de julho.

Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter