Graça Freitas apela aos pais e educadores para que vacinem as crianças

DGS cria ‘task force’ para acompanhar surto mundial de hepatite aguda em crianças
Graça Freitas - Imagem DR

A diretora-geral da Saúde refere que ainda se verificam muitos casos de covid-19 entre as crianças e quando se compara a gravidade da doença com os efeitos secundários da vacina “vale a pena vacinar”.

Graça Freitas mostra-se preocupada quando existem “pouco milhares de crianças inscritas para a vacinação”.

Em entrevista à Rádio renascença, Graça Freitas fez um apelo dirigido a pais e educadores: “Ainda estamos num período epidémico, ainda há muitos casos de doença entre as crianças e comparando a gravidade da doença com os pouquíssimos efeitos secundários da vacina vale a pena vacinar”.

A diretora-geral da Saúde reforça que a vacina é segura e que a recomendação passou por “um crivo muito importante”. Primeiro pelas “duas maiores agências do medicamento reguladoras”, a FDA, nos Estados Unidos, e a EMA, a nível europeu, e depois pelo Infarmed, em Portugal. Por outro lado refere ainda que “grandes sociedades científicas da pediatria, uma europeia e uma americana, também recomendam a vacina”.

Os dias 05 e 06 de fevereiro são dedicados à vacinação de crianças entre os 05 e os 11 anos, que vão receber a primeira ou a segunda dose da vacina da covid-19.

O agendamento da primeira dose da vacina pode ser feito no site do Ministério da Saúde dedicado à covid-19. As crianças que vão receber a segunda dose receberão uma mensagem com a confirmação do respetivo agendamento.

As crianças que recuperaram da doença podem ser vacinadas com uma dose da vacina, pelo menos, três meses após terem tido covid-19.

Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter