“Eu e a Minha Reforma” abre inscrições para sessões de literacia financeira e digital na Maia

 

 

Estão abertas as inscrições para os Laboratórios de Literacia Financeira do projeto “Eu e a Minha Reforma”, que regressa à Maia, em setembro.

As sessões online dedicadas a maiores de 55 anos são gratuitas e ajudam a compreender melhor questões relacionadas com poupanças, bancos, seguros e precaução contra a fraude.

 

Promover a literacia financeira e digital entre a população com 55 ou mais anos é o grande objetivo do “Eu e a Minha Reforma”, desenvolvido pela Fundação Dr. António Cupertino de Miranda em parceria com a Câmara Municipal da Maia. Deste programa fazem parte os Laboratórios de Literacia Financeira, um conjunto de sessões online onde, numa linguagem simples, são explicados os temas financeiros que mais impactam a vida da população desta faixa etária.

 

Cada Laboratório de Literacia Financeira tem 11 sessões de 1h30 realizadas com diferentes periodicidades, ao longo da semana, de acordo com o grupo escolhido pelos participantes.

Maia vai contar, a partir de setembro, com quatro novos Laboratórios em que os maiores de 55 anos podem, desde já, inscrever-se através dos seguintes formulários online:

16 de setembro a 21 de outubro, às 4.as e 5.as, das 14h30 às 16h00: Formulário

1 de setembro a 14 de setembro, dias úteis, das 10h00 às 11h30: Formulário

16 de setembro a 26 de outubro, às 3.as e 5.as, das 10h00 às 11h30: Formulário

21 de setembro a 7 de dezembro, às 3.as, das 14h30 às 16h00: Formulário

“Cerca de 22% da população portuguesa tem 65 ou mais anos. Sabemos que, nesta faixa etária, os conhecimentos financeiros e digitais são mais débeis, o que leva a situações complexas de pobreza ou exclusão social. A nossa missão passa por inverter esse contexto, capacitando os seniores para a gestão cuidada das suas reformas e alertando-os para situações de fraude, às quais estão mais vulneráveis. Abordamos ainda temas como os cartões de crédito e débito, os serviços financeiros digitais ou o sobre-endividamento”, explica Maria Amélia Cupertino de Miranda, Presidente da Fundação Dr. António Cupertino de Miranda.

 

O “Eu e a Minha Reforma” conta já com 24 edições dos Laboratórios de Literacia Financeira e com mais de 560 participantes.

Fernando Jorge Silva, que integrou um dos Grupos do concelho da Maia, refere que o programa “foi muito enriquecedor”.

“Pelas apresentações, pelas partilhas de vivências, pelo diversificado universo de participantes que permitiu trazer ao grupo experiências das mais variadas (e que por certo ninguém conseguiria individualmente pensar ou imaginar), pelas novidades dos assuntos que seriam desconhecidos para a maioria de nós, pelos conselhos que recebemos quanto à vida financeira de cada um, e por nos dar uma possibilidade de recorrer a contactos privilegiados, para posteriormente esclarecer dúvidas que possam ter ficado”, detalha este sénior.

 

O projeto “Eu a Minha Reforma” é cofinanciado pelo programa Portugal Inovação Social, através do Fundo Social Europeu, e prevê alcançar 1.200 participantes até 2022. Criado pela Fundação Dr. António Cupertino de Miranda é desenvolvido em parceria com o município da Maia e ainda com as autarquias de Matosinhos, Porto, Santo Tirso, Valongo e Vila Nova de Gaia.

 

Para mais informações sobre o projeto “Eu a Minha Reforma”, deve ser contactada a Fundação Dr. António Cupertino de Miranda através do telefone 226 101 189 ou do e-mail eueaminhareforma@facm.pt.

Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter