Trabalhadores da EFACEC da Maia insistem na demissão da administração

Trabalhadores da EFACEC da Maia insistem na demissão da administração
Imagem CM

Os trabalhadores do Grupo Efacec nos Polos da Arroteia e da Maia fizeram ontem mais um plenário.

Continuam parados, sem trabalho e “isto está a acontecer porque não existe matéria-prima por falta de pagamento aos fornecedores”, diz o Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras Energia e Atividades do Ambiente Norte.

Os trabalhadores estão e vão continuar a estar atentos, exigem trabalho, exigem que os 45 milhões de euros recentemente injetados na empresa sejam utilizados para a compra de matéria-prima para que a fábrica comece a laborar. Querem que o Estado e o Governo fiscalizem o destino desse dinheiro.

Continuam também a exigir a nacionalização definitiva da EFACEC e a demissão da atual administração.

Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter