Trabalhadores da cantina do polo universitário de Vila do Conde em protesto

Depois da manifestação em Vila do Conde, PCP questionou Governo sobre trabalhadores do Politécnico do Porto
IPP_Imagem de arquivo

Os trabalhadores das cantinas e bares do Instituto Politécnico do Porto (IPP), incluindo os do Polo 2, em Vila do Conde, voltaram hoje ao protesto. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria de Hotelaria, Turismo, Restaurantes e Similares do Norte, o IPP “recusa tomar conta dos trabalhadores e reabrir as cantinas e bares do ISEP, ESE, ESSE, ESTG, ESMAE, ISCAP e ESHT/ESMAD”.

Os trabalhadores em protesto pertenciam à empresa Statusvoga Lda, que venceu o concurso de concessão das cantinas e bares dos diferentes estabelecimentos do IPP, mas que, entretanto, rescindiu o contrato e, segundo o sindicato, transferiu os funcionários para a alçada do IPP.

Os trabalhadores, que pertenciam aos quadros da empresa estão sem trabalhar desde abril.

Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter