Portuense e vimaranense com as primeiras vitórias no Maia Open

Francisco Cabral_Foto: Raquete 2017

Francisco Cabral e Luís Faria assinaram as primeiras vitórias portuguesas no Maia Open I e colocaram-se a um passo do quadro principal de singulares. Este é o primeiro de dois torneios consecutivos do ATP Challenger Tour que a Federação Portuguesa de Ténis organiza, com o apoio da Câmara Municipal da Maia, no Complexo Municipal de Ténis da Maia.

O primeiro a seguir em frente foi Francisco Cabral (951.º). Um dia depois de ajudar a Escola de Ténis da Maia a conquistar pela primeira vez o Campeonato Nacional de Equipas da 1.ª Divisão masculina, o portuense aplicou os parciais de 6-3 e 6-4 ao compatriota Jaime Faria para carimbar o regresso à competição individual.

Com a vitória deste domingo, o tenista português — que em 2021 já conquistou quatro títulos de pares neste circuito ao lado de Nuno Borges — vai medir forças com Simone Roncalli (601.º), italiano que derrotou Tiago Silva por 6-1 e 6-2 num dos muitos encontros da jornada com portugueses envolvidos.

Logo a seguir, foi Luís Faria (794.º) quem sorriu no outro duelo entre tenistas “da casa”, ao derrotar Fábio Coelho (981.º e figura fundamental na conquista da ET Maia no sábado) por equilibrados 6-3, 6-7(8) e 6-4 depois de 2h30, num encontro que podia ter fechado por duas vezes na segunda partida.

Para chegar ao quadro principal, Luís Faria terá de passar por Miguel Damas (759.º). O tenista espanhol foi responsável pela eliminação de Francisco Rocha (2009.º ATP), que a jogar em casa e pela primeira vez em torneios do ATP Challenger Tour vendeu muito cara a derrota e só cedeu por 7-5 e 6-4 depois de 2h13.

Na jornada deste domingo também foram a jogo Gonçalo Falcão (2-6, 6-3 e 6-2 favoráveis a Benjamin Dhoe), Miguel Gomes (4-6, 6-2 e 6-4 para Oscar Moraing) e Henrique Petiz (6-2 e 6-3 para Lorenzo Bocchi), mas sem sucesso.

A jornada de domingo está destinada à conclusão do qualifying e ao arranque do quadro principal, com destaque para as estreias dos dois primeiros cabeças de série: Andrej Martin (121.º ATP) e Kimmer Coppejans (205.º).

Para depois ficarão as estreias dos sete tenistas portugueses garantidos no quadro principal, entre os quais o maiato Nuno Borges, que este domingo conquistou o primeiro título de singulares da carreira no ATP Challenger Tour ao derrotar o britânico Ryan Peniston (284.º) por 6-4 e 6-3 em Antália, Turquia. O português de 24 anos chegará ao Maia Open como número 228 mundial e com a participação no Australian Open garantida.

Devido à situação pandémica e às restrições que entraram em vigor a 1 de dezembro, a lotação do Maia Open estará limitada a 1.000 espetadores. Para aceder ao Complexo Municipal de Ténis da Maia é necessário apresentar certificado digital de vacinação, de recuperação ou de teste negativo realizado nas 48 horas anteriores.

 

 

Programa de hoje:

11h00: 

Simone RONCALLI vs [Alt] Francisco CABRAL (POR)

(ITA) Lorenzo BOCCHI (ITA) vs Benjamin DHOE (BEL)

Gergely MADARASZ (HUN) vs Oscar MORAING (GER)

Nunca antes das 13h00:

Paul JUBB (GBR) vs Kimmer COPPEJANS (BEL)[2]

Miguel DAMAS (ESP)vs Luis FARIA (POR)

Seguido de:

Andrej MARTIN (SVK) [1] vs Carlos SANCHEZ JOVER (ESP)

Seguido de:

Oriol ROCA BATALLA (ESP) vs Steven DIEZ (CAN) [7]

Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter