Médicos do Centro Hospitalar Póvoa / Vila do Conde ficam até haver solução

Eutanásia: Bancada do PS vai manter princípio da liberdade de voto
hospital Imagem DR

Médicos do Centro Hospitalar Póvoa / Vila do Conde ficam até haver solução

A administração do Centro Hospitalar Póvoa de Varzim / Vila do Conde reuniu ontem com a equipa de urgência que apresentou a demissão na véspera de Natal. O diálogo não está fechado, mas os médicos terão aceitado garantir o serviço de urgência até haver uma solução definitiva.

Segundo a administração do Centro Hospitalar que garante estar à procura de uma solução, as negociações vão continuar.

Quando apresentaram a demissão, os clínicos alegaram “grave carência de recursos humanos médicos” no serviço de urgências e denunciaram, através do Sindicato Independente dos Médicos (SIM), que nas noites de 31 de dezembro de e 01 de janeiro em vez de cinco médicos haverá apenas dois médicos e que nessas duas noites não haverá médicos de ginecologia/obstetrícia no serviço de urgência.

Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter