Mais de 2.500 passageiros e 41 companhias multados nas fronteiras áreas

Governo pondera ajustar restrições à circulação após consenso europeu
Foto de Arquivo PM

Mais de 2.300 passageiros foram multados, entre 1 de dezembro e 16 de janeiro, por tentarem entrar em Portugal pelas fronteiras aéreas sem teste negativo ao SARS-CoV-2, indicou hoje o Ministério da Administração Interna (MAI).

Segundo o MAI, foram também multadas 41 companhias aéreas por embarcarem esses passageiros sem teste negativo.

Num balanço desta medida para controlar os casos de covid-19, o MAI avançou à agência Lusa que, entre 1 de dezembro e 16 de janeiro, a PSP e o SEF fiscalizaram 1.586.295 passageiros e 15.309 voos, de que resultaram em 2.370 contraordenações.

Dos 2.370 autos de contraordenação, 1.561 foram levantados pela PSP, que controla os passageiros provenientes de voos com origem no espaço Schengen (espaço europeu de livre circulação de pessoas), e 809 pelo SEF, que fiscaliza os viajantes oriundos de países fora do espaço Schengen.

Desde 1 de dezembro de 2021 que todos os passageiros que cheguem a Portugal por via área são obrigados a apresentar teste negativo ou certificado de recuperação no desembarque.

Estão isentos da obrigatoriedade de testes, PCR ou rápido, os passageiros de voos domésticos, os menores de 12 anos e as tripulações.

Partilhar:
Subscreva a nossa Newsletter