Inteligência Artificial termina a inacabada 10ª Sinfonia de Beethoven

A inacabada décima sinfonia de Beethoven foi finalizada, com base em algumas das notas que o compositor alemão deixou antes de morrer e com a ajuda de Inteligência Artificial.
Na semana passada, numa sala de concertos em Lausanne, na Suíça, um grupo de pessoas pôde ouvir, pela primeira vez, como teria sido a inacabada décima sinfonia do emblemático compositor alemão Ludwig van Beethoven.
A agência France Press revela que a obra foi inspirada nalgumas notas que o compositor deixou antes de morrer, em 1827, e foi finalizada, em apenas algumas horas, com a ajuda de um programa de inteligência artificial ANN (Rede Neural Artificial).
A partitura final, apelidada de BeethovANN Symphony 10.1 e com cerca de cinco minutos de duração, foi feita através de um único clique, pouco antes do concerto da orquestra Nexus.

 

Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter