Estratégia para incentivar o andar a pé quer reduzir sedentarismo em 15% até 2030

Estratégia para incentivar o andar a pé quer reduzir sedentarismo em 15% até 2030
imagem Pexels

A estratégia quer que até 2030 seja atingida a meta de “uma quota pedonal de 35%”. As medidas vão incidir sobre a “área da segurança rodoviária, relacionadas com a educação”.

A Estratégia Nacional para a Mobilidade Ativa Pedonal 2030, aprovada esta quinta feira pelo Governo, pretende reduzir em 15% o índice de sedentarismo no país até ao final da década, disse esta quinta-feira o secretário de Estado da Mobilidade Urbana.

Jorge Delgado, em declarações à agência Lusa, especificou que se pretende que o índice de sedentarismo, que era em 2020 de 46% (Direção-Geral da Saúde), possa reduzir entre 2024, 2027 e 2030, respetivamente, cinco, 10 e 15%.

A estratégia esta quinta feira aprovada estabelece também metas nas quotas de mobilidade pedonal, que desceu de 25% em 2000 para 16% em 2011. “Queremos chegar a 2030 com uma quota pedonal de 35%” disse o secretário de Estado.

A Estratégia Nacional para a Mobilidade Ativa Pedonal 2030 (ENMAP) foi aprovada na generalidade e vai agora para consulta pública, esperando Jorge Delgado que seja definitivamente aprovada até ao fim do ano.

Partilhar:
Subscreva a nossa Newsletter