Enfermeiros em greve ao trabalho extraordinário até ao final do ano

Enfermeiros em greve ao trabalho extraordinário até ao final do ano
hospital

Os enfermeiros iniciaram esta sexta-feira uma greve ao trabalho extraordinário, convocada pelo Sindicato Democrático dos Enfermeiros de Portugal (Sindepor), para exigir a correção de desigualdades na carreira, protesto que se deverá prolongar até ao final do ano.

A greve arrancou às 0h00 desta sexta-feira e decorre até às 24h00 de 31 de dezembro, abrangendo o setor público em todo o país.

Entre as reivindicações associadas à greve, o Sindepor pede a integração imediata nos quadros de todos os enfermeiros com contratos de trabalho válidos e o cumprimento das chamadas “dotações seguras”, através da admissão imediata de enfermeiros, bem como “a consagração efetiva da autonomia das instituições para contratarem”.

Os enfermeiros reclamam também a concretização da regularização e da abertura de concursos para todas as categorias, nomeadamente enfermeiro, enfermeiro especialista e enfermeiro gestor, assim como para as funções de direção, “aliada à justa aplicação legal da contagem de pontos a todos os enfermeiros para efeitos de progressão na carreira”.

Partilhar:
Subscreva a nossa Newsletter