Covid-19: Portugal ultrapassa 20 mil mortes desde o início da pandemia

Portugal com quinto menor número de mortes atribuídas à doença na UE
Foto: SIC

Portugal ultrapassou hoje as 20 mil mortes associadas à covid-19 desde o início da pandemia, com 56 óbitos registados nas últimas 24 horas pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Portugal registou 54.693 novas infeções com o coronavírus SARS-CoV-2 nas últimas 24 horas e mais 56 mortes associadas à covid-19, passando a contabilizar um total 2.745.383 infeções e 20.024 óbitos desde que foram confirmados os primeiros casos, em 02 de março de 2020.

Depois dos primeiros casos confirmados nesse dia, o primeiro óbito de uma pessoa infetada com o SARS-CoV-2 foi registado em 16 de março de 2020.

Há cerca de um ano (23 de janeiro), Portugal ultrapassou as 10 mil mortes associadas à covid-19, numa altura em que o país atravessava o maior pico até então, tendo chegado a registar mais de 300 mortes em 24 horas.

No último mês, a média de novos casos diários foi significativamente superior à registada naquela altura, com um máximo de 65.706 registados na quinta-feira (há um ano, o máximo tinha-se fixado nos 16.432 casos), mas, com cerca de 90% da população totalmente vacinada, o número de óbitos é bastante inferior.

Na terça-feira, Portugal registou 63 mortes associadas à covid-19, o número mais elevado desde 23 de fevereiro de 2021.

A covid-19 provocou pelo menos 5.686.108 de mortes em todo o mundo desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China.

A variante Ómicron, que se dissemina e sofre mutações rapidamente, tornou-se dominante do mundo desde que foi detetada pela primeira vez, em novembro, na África do Sul.

Partilhar:
Subscreva a nossa Newsletter