Centros vão encher-se no fim de semana para vacinar mais de 100 mil jovens com 16 e 17 anos

Uso obrigatório de máscara na rua termina no domingo
Imagem Lusa

Os centros de vacinação vão encher-se este fim de semana, numa operação para vacinar em dois dias os jovens de 16 e 17 anos, com mais de 100 mil marcações feitas e a possibilidade de recorrer à “Casa Aberta”.

No total, há cerca de 102 mil jovens com marcação para a toma da primeira dose da vacina contra a covid-19 e vão todos fazê-lo entre sábado e domingo.

Segundo a ‘task-force’ responsável pelo processo, todos os centros de vacinação vão estar na sua capacidade máxima instalada durante estes dois dias, mas o objetivo é vacinar ainda mais pessoas.

 

Por isso, além dos 102 mil que realizaram o autoagendamento no início do mês, e que representam cerca de metade da população desta faixa etária, vai estar também disponível a modalidade “Casa Aberta”.

Esta modalidade, que funciona em horários limitados, dispensa a marcação prévia, exigindo apenas a obtenção de uma senha digital através do portal do Ministério da Saúde (https://covid19.min-saude.pt/senha-digital-casa-aberta/), e atualmente só está disponível para maiores de 18 anos.

No entanto, o fim de semana será dedicado à faixa etária dos 16 aos 17 anos e, por isso, a ‘task-force’ quer que mesmo aqueles sem marcação se vão vacinar.

À semelhança dos mais novos, estes jovens vão ser vacinados com a vacina da Pfizer, cujo intervalo entre doses, atualmente definido pela norma da DGS, é de 21 dias.

Assim, no fim de semana de 05 e 06 de setembro voltam para receber a segunda dose, de forma a terem a vacinação completa antes do início do ano letivo, que arranca entre 14 e 17 de setembro.

Depois desta faixa etária, os dois fins de semana seguintes serão dedicados aos jovens entre os 12 e 15 anos, que deverão ter as duas doses até 19 de setembro.

Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter