Associação de Moradores do Castelo da Maia apela ao consenso na autarquia local

Foto: jfcastelodamaia.pt

Depois de na passada sexta-feira, os eleitos da Freguesia de Castelo da Maia terem reunido sem conseguirem pela segunda vez constituir os órgãos autárquicos emanados das eleições de 26 de setembro, a Associação de Moradores do Castelo da Maia emitiu um comunicado, apelando ao consenso.

No documento, a associação lamenta que haja «cidadãos mais preocupados com a promoção de jogos políticos e com a defesa das suas ambições pessoais do que com a gestão da freguesia».

Assim, a Associação de Moradores do Castelo da Maia (AMCM) apela a um «entendimento de fundo entre todos cidadãos com assento na Assembleia de Freguesia» para que seja possível o consenso «numa lista à Mesa da Assembleia de Freguesia, permitindo, por fim, concluir o processo (…) da instalação dos órgãos de freguesia».

Esta associação cívica da freguesia deixa também no comunicado o apelo à intervenção de entidades como a Câmara Municipal da Maia, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte bem como às lideranças distritais e concelhias dos vários movimentos políticos envolvidos.

A finalizar o comunicado, a AMCM apela ainda a «cada um dos cidadãos eleitos no Castêlo da Maia a 26 de setembro de 2021 para que sejam capazes de colocar de lado as suas ambições políticas e pessoais, promovendo pontes de entendimento que permitam concluir o processo eleitoral em curso e, desse modo, começar a trabalhar em prol daquilo que deveria ser o principal foco de cada um: os interesses dos castelenses e a promoção do nosso território».

Por fim, a direção da AMCM mostra-se «disponível para ser parte integrante da solução, disponibilizando-se também para, dentro das limitações das suas funções, promover pontes de entendimento e de diálogo, contribuindo para encontrar soluções que resolvam de vez um imbróglio público e político que nos deveria fazer corar de vergonha».

Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter