Jazz na Maia passou para dentro de portas

Foto: Elisa Neves

O Jazz no Parque passou para dentro de portas, no Fórum da Maia, mas, sublinha a organização, manteve a inquietação.

Segundo a a escritora francesa Françoise Sagan “A música de jazz é uma inquietação acelerada”.

“Talvez o cenário que tínhamos preparado no Parque Central da Maia fosse mais adequado para um evento de verão. Infelizmente as condições climatéricas não nos permitiram manter o local previamente anunciado e fomos obrigados a trazer o jazz para dentro, para o palco de todos os sorrisos, para o nosso/vosso Fórum da Maia”.

Aí, o jazz manteve a “inquietação acelerada, em seis espetaculares concertos com manifestações de alegria que se estenderam do palco à plateia”.

Agora, a organização deste ciclo de concertos despede-se até para o ano, fazendo votos que possa realizar-se com sol e…sem pandemia.

Fica ainda a nota que a foto que ilustra este artigo é da autoria de Elisa Neves, que, revela a organização do evento, “simpaticamente nos cedeu o excelente trabalho de foto-reportagem”.

Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter