Cascata do Quim do Pedro aberta ao público na Casa do Povo de Vermoim

Cascata Quim do Pedro

 

A Maia tem uma cascata sanjoanina com movimento, que cresce todos os anos, elaborada pelos irmãos Rodrigo e Augusto do Pedro. Depois de um ano de interregno forçado pela pandemia, a monumental cascata sanjoanina foi inaugurada no 10 de junho.

A monumental e centenária cascata movimentada do Quim do Pedro é uma obra dos irmãos Rodrigo e Augusto do Pedro, de Vermoim,  Maia. Eles continuam a tradição de armar todos anos uma cascata de São João, iniciada pelo seu avô Rodrigo, tradição continuada pelo seu pai Joaquim.

As centenas de “figurantes” e réplicas de edifícios icónicos (alguns já desaparecidos, como os antigos Paços do Concelho da Maia), são integralmente feitos à mão e são animados por um intrincado jogo de fios e roldanas, cujo segredo inacessível se guarda ciosamente nos bastidores, longe dos olhares indiscretos, para evitar a cópia.

A tradição terá começado ainda no sec. XIX, por Rodrigo do Pedro que, ainda criança, animava a cascata usando a força motriz das águas do ribeiro que passava perto de sua casa, usando os mesmos princípios do moinho próximo.

Todos os anos são acrescentados novos quadros animados, representativos do quotidiano da terra que os viu nascer ou da região norte. A novidade deste ano é uma réplica do santuário de Bom Jesus do Monte, de Braga.

Muito dos quadros centenários que ficaram dos tempos do pai e do avô dos irmãos Pedro representa já apenas uma memória de locais, artes e ofícios que o progresso devorou.

A Cascata está em exibição na Casa do Povo de Vermoim, Maia, durante os meses de Junho e Julho e tem entrada gratuita.

HORÁRIO: de 2ª a Sábado 20:30 | 22:30 Domingo15:00 | 19:00 e 20:30 | 22:30 Visitas de grupo contactar o número 917 481 971

 

Partilhar:
  •  
  •  
  •  
  •  
Subscreva a nossa Newsletter